Caso Fernanda Lages: deputado volta a criticar Eliardo e diz que Justiça será feita

O deputado federal Marcelo Castro (PMDB) afirmou nesta segunda feira (30), que se sentiu ferido e caluniado, quando foi associado ao assassinato da estudante de direito Fernanda Lages. Segundo ele, seu nome foi ligado ao crime pelo promotor Eliardo Cabral durante as investigações do caso.

“O jornal tem que fazer uma triagem para ver se aquilo tem fundamento antes de fazer julgamentos.”, afirma Marcelo Castro, em entrevista à TV Cidade Verde, se referindo as publicações feitas pelo Jornal O Dia na época e que posteriormente noticiado em diversos veículos da imprensa local.

Após a repercussão do caso, Eliardo Cabral afirmou que não havia citado o nome de Marcelo Castro. O deputado disse que este fato complicou a situação do promotor. “Primeiro ele publicou que existiam políticos do Piauí envolvido com o caso, depois o promotor teria dito que o figurão do PMDB estaria envolvido, e por último, o jornal O Dia publicou em primeira página que o figurão do PMDB era o Marcelo Castro. Disse até que sabia quem era e que este estaria fazendo bacanal, e que teria introduzido uma garrafa plástica na vagina de uma moça.”, explica o deputado.

“Eu espero que o mesmo prove na Justiça as impropriedades que foram ditas ao meu respeito, e que se não provar, eu espero que ele responda com o rigor da lei”, conclui Marcelo Castro. Fonte: PORTAL AZ.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s