Anões, loucos e bufões

 

Normalmente advogados dividem os juízes entre bons ou maus, conforme os resultados dos seus pleitos.

É um critério tosco. Mas é o que acontece na prática.

E isso vale para os promotores.

Uns e outros colegas dizem que o doutor fulano (juiz ou promotor) é acessível/inacessível, flexível/inflexível, etc etc etc.

Mas o que eu quero dizer é o seguinte: as minhas maiores desapontamentos no trato pessoal são relativos a colegas advogados. Alguns são grossos, infantis, de uma pueril.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s