Nem todas as crianças vingam…

Já defendi cinco pessoas de uma mesma família acusadas de tráfico de drogas. Quando assumi a defesa estavam há quatro meses presas. Consegui soltá-las em seguida.

O objetivo da polícia era chegar a um membro dessa família que não estava na casa ao tempo da invasão policial. Foi encontrada uma grande quantidade de droga. Ninguém a assumiu, logo, como é prática da polícia, todos ficaram presos.

Hoje aconteceu algo parecido. Uma denúncia anônima dava conta, que num bar na periferia da cidade uma senhora traficava certo tipo de droga etc etc etc. O certo é que na chegada da polícia havia dois rapazes no estabelecimento; um filho da dona do bar e outro rapaz que disse ser usuário de drogas e que fora ali justamente para comprar o famigerado crack. Na delegacia este último aparentava estar alterado ao que um agente do DENARC retrucou: “usuário também vende, doutor”. Verdade. 

Os três depoimentos são conflitantes. Chama atenção o caso da mãe e do filho, porque, de certo modo, acusam-se.

Como diria Machado de Assis, nem todas as crianças vingam… 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s