Promotor por um dia

Fui assistente do MP duas vezes em Júris. Não é um local muito confortável para um criminalista.

Advogado acusando num processo penal é como um padre falando de sexo.

Quando na instrução pressionam pela prisão do acusado é cinismo puro.

Em debates quando falam que “um homem não deveria matar outro homem, tá na bíblica, senhores jurados”  tenho vontade de gravar e jogar no youtube. Falo sério.

É o fim da picada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s