Satisfação a qualquer preço

Foi publicada em um jornal popular, muitos anos atrás, a seguinte manchete, que ficou famosa: “Matou a mãe sem motivo justo”. O que chocou nessa notícia é que parecia haver um motivo justo para matar a mãe. O nosso país está virando uma espécie de carnaval dos psicopatas. (…) Não há motivos, claro, mas uma espécie de estímulo no ar para esses crimes.

A sociedade de consumo atual parece que nos ordena a satisfação, o tempo todo,  a qualquer preço: “Coma! Beba! Vista! Ame! (…)”. Mas é impossível realizar tantos desejos, e o consumo se torna uma espécie de droga. (…)

O excesso de ofertas nos deixa sempre insatisfeitos, e tudo o que frustar nosso desejo tem que morrer. Some-se a isso o espetáculo banal da violência e temos o tal motivo justo. É quase um slogan, quase uma propaganda: “Mate quem impedir seu desejo”.

– Arnaldo Jabor; Amigos Ouvintes.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s