O seu olhar melhora o meu

Quando eu comecei a advogar, sempre no crime, imaginava o submundo das paisagens e das pessoas.
Eu via um homem (assassino de seu vizinho), uma loja de conveniências assaltada, a partir da janela do carro, eu imaginava abortos mal sucedidos, traficantes de drogas, dentre outras coisas.
Minha visão de mundo mudou.
Agora quando passo pelas ruas vejo outras coisas. Um pequeno gramado bem cortado na frente de casas geminadas, os traços de pneus de carros na grama, o rosto ingênuo de crianças.
Eu não tenho certeza se as pessoas realmente podem mudar em tudo.
Mas eu tento julgar menos.
Nós todos vivemos pelos nossos preconceitos.
Mas se você fizer a defesa criminal por um bom tempo, você perceberá os erros dos julgamentos.
O homem ao seu lado na sorveteria, com baba no canto da boca e com cheiro desagradável, não é um indigente. Este homem é um professor com doutorado em semiótica que doou parte de seus bens aos Doutores da Alegria.
E o vendedor de flores, de quem você compra as rosas para sua mulher, matou a esposa há 15 anos.
Então, eu sou mais cuidadoso com os meus juízos – a verdade não é o que vemos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s