A Geração de Jámenes Calado

Jámenes Calado foi um grande criminalista maranhense. A geração dele, Serra de Aquino e Jansen Pereira foi de gigantes.

Nesse meio é necessário  inserir o Dr. João Guanaré, mas este como membro do Ministério Público. Um grande acusador, e segundo consta, um grande tribuno. Afinal, pode-se medir um homem pelo número de inimigos que a faz e a importância de seu trabalho pelo que provoca de oposição. Isto é uma citação de Flaubert.

Vi Jámenes Calado atuar no júri. Honestamente, ele já não falava muito. Com devido respeito acho que já estava cansado. Já não exibia o que o consagrou. Cedia espaço a colaboradores e principalmente contava sempre com a brilhante participação do Dr. Carlos Nina, este sim em plena atividade. Um grande defensor.

Em todo caso, o auditório tinha-se impressionado com a presença do venerando causídico.

Acho que todas as homenagens ao Dr. Jámenes foram justas. E isto cria um débito com o restante: não sei de nenhuma placa, nenhuma mísera placa em consideração a Serra de Aquino, a João Guanaré, a Valdemar Brito. Nada. Absolutamente nada.

Valdemar Brito foi um criminalista maranhense. Inicialmente rábula(ou advogado provisionado como gostava) defendeu muita gente, inclusive atuou como advogado de defesa no caso Ulen. Por isto e outras coisas merece reconhecimento público.

João Guanaré se aposentou como Procurador de Justiça. Atuou como promotor até 1981. Pelo depoimento de inúmeros colegas trata-se de uma figura ilustre que merece deferência. Ao que consta era filho de um advogado criminalista provisionado contemporâneo de Valdemar Lemos. E principalmente é pai do Dr. Guanaré, titular da Sétima Vara de Família, um juiz que dispensa elogios e que por si só merece um artigo em separado.

Serra de Aquino, dizem, foi o maior criminalista maranhense de todos os tempos. Ironicamente, no final da carreira de advogado de defesa criminal fez concurso para Promotor de Justiça e aposentou-se como tal. Consagrou-se, de todo modo, como criminalista. Ainda está vivo. E a OAB mantém um silêncio eloquente quanto ao seu nome. É lamentável.

Jansen Pereira também foi um criminalista morto recentemente. Um grande advogado que militou também outras áreas inclusive empresarial. Um bom nome.

Sinceramente, creio que a história recente do Maranhão só será escrita com rigor através das recuperações dos nomes desses vultos da vida judiciária maranhense. Todos foram homens públicos e assimilaram a cultura de seu tempo.

P.S: Faço um apelo aos escassos leitores deste blog: podem enviar textos sobre figuras ilustres do foro que divulgarei imediatamente, sem cortes, por ser reflexo da mais lídima justiça…. como escrevemos em nossas desesperadas alegações finais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s