O Estado brasileiro criou seres humanos capazes de cortar as cabeças de companheiros de cela

O Estado em sentido amplo nunca teve uma política de segurança de longo prazo. Sempre trabalhou com política de segurança de resultados. Há duas causas para o que nós estamos vendo. Uma, mais antiga, e mais complicada, que é a questão social. Outra, mais próxima, é restrita à área de segurança.

Quando ocorre esta ação espalhafatosa (mortes de pessoas tidas como bandidos), você pensa que o Estado venceu e que nós estamos derrotando um inimigo. Mas eles não são inimigos do Estado, eles são integrantes do Estado, mas foram marginalizados. O Estado brasileiro  criou seres humanos capazes de cortar as cabeças de companheiros de cela. É produto direto do que nós fizemos. Não existe mal absoluto. Monstros não existem.

Uma das soluções é desconcentração de renda. Ou pelo menos dar oportunidades a todos. Nas o principal de tudo é educação. Não tem saída.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s