O populismo penal resolve tudo num passe de mágica

Nós temos leis altamente progressistas no Brasil, leis que honrariam qualquer nação desenvolvida, como a lei que regula o sistema penitenciário, em que o preso só pode ser privado da liberdade, que ele tem direito a uma cela individual. E essas leis não são cumpridas.

Mas temos leis a serviço de outros grupos. Como, por exemplo, você compra um carro financiado, paga uma fortuna por um carro e, depois de algum tempo não consegue pagar uma prestação, a lei vai e lhe toma esse carro. E até há pouco tempo ela mandava você para a cadeia como ladrão do próprio carro que comprou.

É uma piada colocar o sujeito pobre, analfabeto, acusado de crime grave, por exemplo, no Judiciário igualzinho a um  milionário.

Seria estranho que um país que não tem justiça na moradia, não tem justiça no transporte, não tem igualdade na mobilidade — que está em moda —, na saúde pública, não tem justiça em lugar nenhum, quando chegasse na hora dos conflitos do Poder Judiciário, aí todo mundo, em um passe de mágica, ficasse igual. É claro que não fica.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s